Fala pessoal tudo bem?
Para exportar os instaladores do OpenVPN no PFsense é muito simples, vai ser necessário um pacote adicional.

  1. Clique em System – Package Manager – Available Packages
  2. Procure pelo pacote openvpn-client-export e instale o mesmo

Após instalado vá em VPN – OpenVPN

  1. Clique em Client Export
  2. Nesta opção irá aparecer os usuários criados, basta baixar o instalador adequado para seu sistema operacional.
   


Olá pessoal, neste tutorial vamos mostrar como fazer para criar uma openvpn em bridge no pfsense, este modelo de openvpn é utilizado quando se precisa ter acesso a rede para receber broadcast ou para acessar algum recurso específico. Então vamos no passo a passo.

Versão do Pfsense: 2.4.2

Primeiramente é necessário criar os certificados para o servidor.

  1. System – Cert. Manager
  2. em CAs clique em +ADD
  3. Preencha Descritive Name
  4. Method: Create an Internal Certificate Autorith
  5. Em Internal Certificate Autorith, deixe os campos preenchidos como está, não há necessidade de alterar, os demais campos preencha com as informações pertinentes de acordo com seu ambiente.
  6. Clique em Salvar

Em seguida vamos criar o certificado para funcionar o Openvpn

  1. System – Cert. Manager
  2. em Certificates clique em +ADD
  3. Method: Create an Internal Cert
  4. Insira um Descriptive Name
  5. Em Internal Certificate complete os dados
  6. Em Certificate Atributes, no campo Certificate Type marque Server Certificate
  7. Clique em Salvar

Agora com os certificados criados, vamos configurar a OpenVPN.

  1. Vá em VPN – OpenVPN
  2. Em Servers – Clique em +ADD
  3. Preencha conforme a seguir:
    1. General Information
      1. Server Mode: SSL/TLS + User Auth
      2. Protocol: UDP on Ipv4 only
      3. Device Mode: tap
      4. Interface: selecione sua interface WAN
      5. Local Port: 1194
    2. Cryptographic Settings
      1. TLS Configuration: Use a TLS Key
      2. Marque a opção: Automatically generate a TLS Key
      3. Peer Certificate Authority: Selecione o certificado que você criou
      4. Server certificate: Selecione o certificado que você criou
      5. As demais configurações de certificado deixe como padrão.
    3. Tunnel Settings
      1. IPv4 Tunnel Network: deixe em branco
      2. Bridge DHCP: marque esta opção
      3. Bridge Interface: Essa configuração vamos alterar no final somente
      4. Redirect IPv4 Gateway: marque esta opção
      5. Inter-client communication: marque esta opção
      6. Os demais campos deixe como padrão
    4. Client Settings
      1. Dynamic IP: marque este campo
    5. Todos demais campos deixe padrão

Pronto agora temos nossa OpenVPN criada, agora precisamos liberar a porta para acesso externo.

  1. Vá em Firewall – Rules
  2. Na sua WAN – adicione uma nova regra
  3. Interface: WAN
    Protocol: UDP
    Source: any
    Destination: WAN Address
    Destination Port Range: 1194
    Preencha uma descrição
  4. Clique em Salvar

Próximo passo precisamos criar a bridge para que funcione corretamente a VPN em bridge.

  1. Vá em  Interfaces – Assign
  2. Clique em + ADD para adicionar uma nova interface
  3. Provavelmente vai aparecer OPT1, no menu drop down escolha sua instancia do OpenVPN
  4. Vá em Interfaces – OPT1
  5. Ative a interface e dê a ela uma descrição
  6. Deixe o resto como padrão
  7. Clique em Salvar
  8. Volte em Interfaces – Assign – Bridges tab
  9. Clique em + ADD para criar a bridge.
  10. Escolha 2 interfaces na qual você quer fazer a Bridge (Sua LAN ou alguma vLAN e a interface que você acabou de criar para o OpenVPN) Selecione as duas interfaces usando o botão CTRL para selecionar, coloque uma descrição e clique em Salvar.

Lembra lá em cima onde deixamos este comentário:

  1. Bridge Interface: Essa configuração vamos alterar no final somente

Volte nesse passo e em Bridge Interface coloque a interface bridge que você criou.

A configuração da VPN está pronta, agora é só você criar os usuários que vão conectar na VPN e exportar o Clients. Como exportar os clients vou descrever em um novo tutorial.

**Em firewalls virtualizados lembre-se que o Modo Promiscuo das placas de rede devem estar ativos, do contrário não irá funcionar.

   


O megahit “Gangnam Style”, do cantor sul-coreano Psy, foi responsável por “quebrar” o método de contagem de visualizações da plataforma de vídeo. O serviço do Google informou na segunda-feira (1º) que foi obrigado a ampliar a forma de exibir o número de reproduções de um vídeo por causa da enorme audiência do clipe da música.

O sistema de contagem do YouTube permita calcular apenas 2,1 bilhões de visualizações. “Nós nunca pensamos que um vídeo seria visto em números maiores que a totalidade de 32-bit (2.147.483.647 visualizações), mas isso foi antes de nós conhecermos Psy”, informou o Google. Clique aqui para assistir ao vídeo.

Postado em 15 de julho de 2012, o clipe de Psy “explodiu” nesta semana o teto estabelecido pelo YouTube, que teve de reestruturar seus sistemas. “‘Gangnam Style’ foi visto tantas vezes que nós tivemos que atualizar”, informou o Google. O vídeo contava 2.152.320.758 visualizações no momento em que esse texto foi publicado.

Para demonstrar a mudança, o YouTube implantou uma espécie de roleta no campo de visualizações. Quando o cursor é posicionado sobre o contador do clipe de “Gangnam Style”, os números começaram a girar até estabelecer a medida atual.

Fonte: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2014/12/video-de-gangnan-style-quebra-contagem-de-visualizacao-do-youtube.html

   


Não é novidade: O Facebook é a maior rede social do mundo! Em outubro de 2013 atingiu a marca de 1,2 bilhões de usuários! A estrutura de organização do Facebook além de permitir a conexão de pessoas e desenvolver vários tipos de relações entre elas, está se revelando uma forma bacana de levar os produtos e serviços por quem se interessa por eles através das campanhas e anúncios do Facebook Ads, fortalecendo a expansão de empresas no âmbito digital.

Você sabe como criar campanhas e anunciar seus produtos, serviços, sites ou fã pages no Facebook? Como alcançar as pessoas que se interessam pelo que você oferece? Não? Então vamos lá! Realize o login em sua conta ou página empresarial como administrador. Procure no canto esquerdo na seção “páginas” a opção criar anúncios.

  1. Objetivo de Campanha

Qual é o objetivo da sua campanha? Que aumente as opções curtir e compartilhar da sua fã page? Ou que aumentem os cliques em seu site? Aumento de conversões? Instalação de um aplicativo? Participação em um evento? É aqui que você definirá qual o retorno que você quer ter com os anúncios do Facebook Ads!

1.1. Código Pixel

Se optar por uma conversão específica, que pode ser desde o clique em um banner até mesmo a venda de um produto, é preciso instalar previamente um pixel de conversão em seu site: Utilizando o Google Chrome como navegador, é preciso acessar o Power Editor (Painel de gerenciamento de campanhas e anúncios) e clicar em “criar pixel de conversão” no canto superior direito da página. Algumas das categorias de conversão que podem ser escolhidas são:

• Realização de cadastro

• Visualização de página

• Itens adicionados ao carrinho

• Efetuação do pagamento

Depois de escolhida a conversão pretendida, será gerado um código pixel que precisa ser integrado ao código fonte da página do site que deseja que ocorra a conversão. Por exemplo, se objetivo é a venda de um produto, o código deve ser colocado entre as tags <head> e </head> na HTML da página de conclusão de compra.

  1. Criando um anúncio

Após determinado o objetivo de sua campanha, é hora de criar os anúncios! Você será direcionado a uma página para escolher a forma com que eles serão mostrados aos usuários que correspondem aos interesses referentes ao seu objeto de campanha.

2.1. Imagem e Texto

Você pode escolher até 6 imagens diferentes para criação de anúncios, certifique-se de que as imagens escolhidas são realmente relevantes e atraem o olhar do público consumidor para um possível clique. Se você é uma empresa de calçados e quer anunciar botas femininas, pode valer mais a pena investir em uma foto de uma modelo com o par de botas, ou seja, imersas em um contexto, do que somente a foto do produto, por exemplo. O que deve ser levado em consideração na escolha das imagens é seu objetivo, mas uma dica simples é prestar atenção no contexto.

Você ainda tem um espaço de 25 e 90 caracteres para configurar Título e Descrição das campanhas, respectivamente. Preocupe-se em ser objetivo e levar ao possível consumidor informações claras e ao mesmo tempo envolventes e criativas.

2.2.  Posição de anúncios

Dependendo do objetivo que você quer alcançar com as campanhas no Facebook Ads, é possível configurar para que seus anúncios sejam mostrados de duas maneiras:

• Feed de notícias: O anúncio aparecerá com um banner de 600 x 225 pixels em meio às notificações recentes do usuário (timeline), contendo título e descrição. Se você quer que sua fã page receba mais curtidas, por exemplo, esta é uma saída interessante já que o anúncio levará consigo um botão para curtir logo abaixo. Prático e simples.

• Coluna direita: Nesta modalidade os usuários visualizarão anúncios menores no canto direito da tela, contendo as mesmas informações de título e descrição criadas anteriormente.

  1. Encontre seu público

Esta é uma das etapas mais importantes de toda a criação do anúncio: É quando você delimitará seu público-alvo, ou seja, para quem seu anúncio será mostrado. É utilizando esta etapa da otimização que o Facebook levará seu anúncio para quem se interessa por ele através de filtros como: Localização, idioma, sexo, idade, formação, estado civil e, sobretudo, itens de interesse abrangentes.

  1. Definição de Campanha

Se desde o início deste tutorial você está se perguntando quanto custa anunciar no Facebook, a resposta é: Quanto você quer pagar? A delimitação do orçamento de gasto diário ou vitalício na ferramenta de publicidade da rede social depende de fatores como: Quanto você está disposto a investir e quantidade de público impactado pelos anúncios.

O que se pode configurar é a maneira como a tarifação ocorre, através do custo de lance por milhares de impressões (visualizações) de anúncios (CPM), a tarifação de lances por clique (CPC), custo por milhares otimizado (oCPM), qu é o tipo de lance que leva seu anúncio por uma quantidade maior de filtros, delimitando ainda mais mais seu público-alvo através de interesses específicos, aumentando a probabilidade de realização das ações desejadas. Ou ainda o custo por aquisição (CPA), que é o tipo de lance que tem por objetivo fazer com que o usuário realize as ações através do seu anúncio, bastante indicado para quem tem por objetivo o aumento das conversões via Facebook.

Pronto! Seu anúncio já está configurado e pronto para ser revisado pelos profissionais do Facebook. Para que seu anúncio não seja reprovado, antes de clicar no botão “Rever Pedido” ao fim da página, leia as regras de propaganda. Para mais informações acesse a página do Facebook for business.

Postado por FastCom

   


Quem precisa realizar uma pesquisa na internet, geralmente passa pelo Google para chegar aos resultados desejados. E aqui no Brasil, pesquisas mostram que a ferramenta continua sendo a mais utilizada. No mês de setembro, por exemplo, 82,75% das buscas brasileiras foram feitas pelo Google Brasil — sendo que a segunda posição é ocupada pelo Google.com, com 8,79%.

O Bing Brasil ocupa apenas a terceira posição, com 4,48% do volume de buscas. O instituto Serasa Experian (responsável pela realização do estudo) afirma também que o Bing, apesar de menos utilizado, lidera o ranking em “taxa de sucesso”. Isso significa que ele é o buscador que teve mais pesquisas resultando em acesso às páginas mostradas nos resultados: foram 84,11% de buscas bem sucedidas. Nesses termos, o Google Brasil atingiu apenas a quinta colocação, tendo 75,12% de sucesso.

Outro resultado mostrado na pesquisa da Serasa Experian é relacionado ao número de palavras utilizadas nas pesquisas — somando os dados obtidos nos dez buscadores mais utilizados. 42,68% delas possuem apenas uma palavra, 21,34% possuem duas e 15,98% contam com três. Quatro ou mais palavras correspondem a 20% das pesquisas.

Fonte: http://www.tecmundo.com.br/google/45684-google-continua-sendo-o-buscador-mais-utilizado-no-brasil.htm

   


A retenção de clientes é um desafio cada vez mais complicado para as operadoras, pois hoje existem diversos serviços e aplicativos que permitem estabelecer comunicação – como o WhatsApp, um dos mais populares – sem que os usuários necessariamente utilizem os planos da assinatura. As mensagens em SMS estão quase assinando atestado de óbito, e a TIM lançou um plano justamente para esses usuários que dependem dos torpedos.

A operadora colocou à venda um pacote que agrega internet móvel e torpedos a clientes pré-pagos e aos que fazem parte do plano Controle, em que há um limite para utilização dos serviços da operadora.

O plano da TIM se chama “Infinity Web + Torpedo” e, com ele, o cliente paga apenas R$ 0,75 diariamente, valor que dá direito a usufruir da internet móvel ou enviar mensagens de texto sem limites e sem qualquer cobrança adicional. As restrições se aplicam apenas ao uso da internet móvel: há um limite máximo de 10 MB por dia de consumo de banda com velocidade de 500 Kbps. Ao atingir esse número, é oferecida a opção de reduzir a velocidade a 50 Kbps ou pagar R$ 0,50 para voltar a ter o acesso mais rápido.

A TIM oferece também outros planos com esse sistema de pagamento diário em centavos para os clientes. Clique aqui para ser redirecionado ao site oficial da operadora e conferir outras opções.

Fonte: http://www.tecmundo.com.br/tim/45682-tim-lanca-pacote-com-sms-e-internet-movel-pelo-valor-de-r-0-75-por-dia.htm

   


A Apple anunciou nesta terça-feira (14) que contratou Angela Ahrendts, até então CEO da Burberry, para assumir sua rede de lojas físicas e online. A executiva deve ser juntar à sua equipe em Cupertino durante o outono de 2014, preenchendo uma vaga que há tempos estava vazia dentro da empresa.

Em um comunicado à imprensa, Ahrendts afirma que está “profundamente honrada em se juntar à Apple nessa nova posição a partir do ano que vêm”. Ela afirma que está pronta para trabalhar no enriquecimento da experiência de uso oferecida aos consumidores seja através dos meios físicos quanto pela internet.

A executiva tem um vasto histórico em meio à indústria da moda, tendo assumido o cargo de presidente da Donna Karan International em 1989, aos 29 anos de idade. Além disso, ela se juntou ao quadro executivo da Liz Claiborne (agora Fifht & Pacific) antes de assumir o papel de CEO da Burberry em 2006 — nessa última posição, ela conseguiu fazer com que a empresa prosperasse em um período no qual ela perdia impacto no mercado.

Em um comunicado oficial, Tim Cook, CEO da Apple, afirmou estar bastante animado com a nova contratação. “Ela compartilha nossos valores e nosso foco na inovação, colocando a mesma ênfase que nós temos na experiência oferecida ao consumidor. Ela se mostrou uma líder extraordinária durante sua carreira e possui um histórico invejável”, afirmou.

Fonte: http://www.tecmundo.com.br/apple/45692-apple-contrata-ceo-da-burberry-como-sua-nova-chefe-de-varejo.htm

   


Fonte: Youtube – andressavd

   


Fonte: Youtube – MozilLara

   


Fonte: Youtube – Tutoriais RM.